Passa de Fase

Nostalgia sempre atual

Katana Zero – Análise

Compartilhe com os amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“Katana Zero é um game ousado e melhora ainda mais o estilo da Devolver Digital, responsável pelo também ótimo Hotline Miami”

Depois de saborear o excelente game Hotline Miami da Devolver Digital, tive o desafio de jogar esse novo título e confesso que ele chama a atenção desde o início.

Em Katana Zero, você controla um assassino profissional sem nome, conhecido somente como “O Dragão“. O game começa com muito suspense sem te contar nada, apenas uma frase inicia o jogo… “Faltam 10 dias”, a partir daí , a cada dia, você recebe uma nova missão do seu psicologo, sempre com o objetivo de executar um alvo e a cada fase, o misterioso passado do samurai assassino começa a vir a tona.

Durante o andamento do game,  é notável que há algo estranho na vida desse samurai, afinal, somente ele anda pela cidade com um roupão de banho e até uns personagens acham “interessante” sua fantasia de cosplay.

VISUAL

Visualmente, o game lembra muito Hotline Miami, porém ao invés da visão por cima, Katana Zero é um game de plataforma. O estilo de arte com o visual em pixel-art é de longe um dos mais bonitos que já joguei. E apesar do game escolher esse visual, é possível ver expressões dos personagens.

Toda a aventura acontece em uma cidade futurista e o ambiente de cada cenário é muito detalhado e bonito.

ÁUDIO

A trilha sonora de Katana Zero é simplesmente espetacular. O game utiliza músicas predominantemente eletrônicas, mas com um estilo meio “noir”, que combina muito com o visual do game.

JOGABILIDADE

Katana Zero, diferente de Hotline Miami tem uma perspectiva 2D, ou seja, se você gosta de games de plataforma, ele é ideal para você. Controlar o Dragão é muito simples, você utiliza o famoso botão de pulo, um de ataque e mais dois que são para desacelerar o tempo dando vantagem na hora do combate e outro para rolar e também esquivar dos ataques inimigos. 

Uma grande sacada do game é que no início de cada fase, o Dragão utiliza seu poder de controlar o tempo, o que dá uma desculpa para quando você morrer tentar de novo até passar da fase, dessa forma seu personagem não “morre”, ele apenas testa as probabilidades de cada fase e ao passar da fase, você tem direito de ver o replay para conferir seu desempenho.

CONCLUSÃO

Katana Zero é um game realmente surpreendente, com uma história envolvente e cheia de reviravoltas. Os gráficos e trilha sonora são impecável além da jogabilidade prazerosa. 

O game é uma aposta certa da Devolver Digital, e esperamos por mais jogos como esse e quem sabe uma continuação.

Avaliação
Visual 100%
Áudio 100%
Jogabilidade 90%
Fator replay 90%
Média 95%

Katana Zero foi produzido pela Askiisoft e distribuído pela Devolver Digital, com versões para PC (através da Steam Humble Bundle GOG) e Nintendo Switch.

2 thoughts on “Katana Zero – Análise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.