ter. set 17th, 2019

Nostalgia sempre atual

Prefeito do Rio determina que HQ dos Vingadores fosse retirada na Bienal

3 min read

Contudo, o resultado da ação fez com que a procura da HQ aumentasse e ela esgotou rapidamente

Publicado por Mauro Junior

Está rolando no Rio de Janeiro a Bienal Internacional do Livro e além de obras literárias, muitas Histórias em Quadrinhos estão sendo vendidos também. Porém, ontem (5), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, divulgou um vídeo no seu twitter afirmando ter determinado que os organizadores da Bienal  recolhessem a HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças por supostamente ter “conteúdo sexual”.

O quadrinho, de autoria de Allan Heinberg e Jim Cheung foi publicado originalmente em 2010, e mostra dois heróis adolescentes conhecidos como Wiccano e Hulkling, se beijando, porém não há nenhuma cena explícita.

A polêmica iniciou quando uma visitante da Bienal reclamou em seu twitter dizendo que o conteúdo do quadrinho era ofensivo “para crianças”.

Nos Estados Unidos, o quadrinho tem classificação indicativa para maiores de 13 anos.

Após o acontecimento, a Bienal Internacional do Livro se posicionou oficialmente sobre o recolhimento do encadernado:

A Bienal Internacional do Livro Rio, consagrada como o maior evento literário do país, dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser. Este é um festival plural, onde todos são bem-vindos e estão representados. Inclusive, no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBTQA+.

A direção do festival entende que, caso um visitante adquira uma obra que não o agrade, ele tem todo o direito de solicitar a troca do produto, como prevê o Código de Defesa do Consumidor.

Entretanto, o efeito das declarações do prefeito em censurar a HQ parecem ter motivado as pessoas a comprarem a HQ, pois todos os exemplares de Vingadores – A Cruzada das Crianças que estavam disponíveis à venda no local de fato sumiram dos estandes. O motivo? Simplesmente a alta demanda dos leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.