Passando Pela História #01 | Magnavox Odyssey

Passando Pela História #01 | Magnavox Odyssey

30 de março de 2018 0 Por Pazuzu

É inegável a força que o mercado de games atingiu nas últimas décadas. O que era visto como um hobby, um passatempo ou brincadeira de criança hoje é uma indústria multibilionária. Os games vieram para ficar e se hoje desfrutamos de tecnologias como jogos em VR e em 4K temos que agradecer e olhar para trás, para os primeiros consoles, produtores e desenvolvedores que deram início à magia dos games.

E é isso que juntos descobriremos nessa série de artigos aqui no PdF. Vamos repassar a história dos principais consoles de maneira cronológica carregada de curiosidades, imagens e vídeos para tocar o espírito saudosista dos mais antigos (como eu!) e também para que a geração mais nova mata a curiosidade de saber como eram os jogos eletrônicos na época dos seus pais e avós. Parafraseando meu excelentíssimo colega PEGUEM SUA TOALHAS e vamos começar nossa jornada com o grande e pioneiro MAGNAVOX ODYSSEY!

Seu criador foi Ralph Baer que em 1966 teve a ideia de conceber um aparelho para que as pessoas interagissem com a TV, ele aprimorou e desenvolvendo seu protótipo batizado de Brown Box que ficou pronto somente em 1968. Após diversas demonstrações frustradas finalmente a Magnavox, uma subsidiária da Philips topou fabricar o videogame.

Uma obra prima de transistores, capacitores e resistências sem memória ou processador. Seu controle era simples e continha um botão RESET e dois botões giratórios laterais que eram usados para movimentar seu char, um quadrado branco, horizontal e verticalmente. Os jogos eram vendidos em “cards” que simplesmente alteravam a corrente elétrica que fluía pela máquina que assim modificava o sistema de jogo.

– Ralph Baer, o pai dos videogames .

Toda essa inovação para época fez com que o console vendesse cerca de 100 mil unidades a US$100 dólares (US$ 500 nos dias atuais) nos primeiros seis meses de lançamento! Um verdadeiro sucesso para uma tecnologia pioneira e um mercado que até então era inexistente, e foi aí que a indústria de games teve inicío.

Foram produzidos 27 jogos para o Odyssey focados em esportes e competição para dois jogadores apenas, não existia tecnologia de inteligência artificial para um modo “vs com”. Foi desenvolvido também um título de terror chamado Haunted House e alguns títulos que usavam a light gun como mostra a figura abaixo. Os títulos acompanhavam uma película para ser encaixa nos televisores que adicionavam cenários coloridos e deixavam mais rica a experiência.

Light Gun com Shooting Gallery – um dos jogos que usavam essa tecnologia.

 Lista de Títulos lançados:

  • ANALOGIC
  • BASEBALL
  • BASKETBALL
  • BRAIN WAVE
  • CAT&MOUSE
  • DOGFIGHT
  • FOOTBALL
  • FUN ZOO
  • GRIBALLL
  • HOCKEY
  • HAUNTED HOUSE
  • INVASION
  • PRACTICE
  • ROULETTE
  • SHOOTING GALLERY
  • SUBMARINE
  • SIMON SAYS
  • SKI
  • SMASH
  • STATES
  • TABLE TENNIS
  • TENNIS
  • WIN
  • WIPEOUT

A produção do console foi interrompida em 1975 e deixou a marca de 330 mil unidades vendidas. Futuramente a Magnavox entraria em uma batalha judicial feroz contra a Atari pelo sucesso do PONG!, uma cópia do jogo Table Tenis lançado pelo seu antecessor. Foram diversos processos ao longo de muitos anos devido à quebras de patentes, como resultado, a empresa chegou a faturar US$100 milhões.

E essa foi a história do tatatatataravô dos consoles da geração atual, eaí gostaram da matéria? Deixe aqui o seu comentário e fique ligado aqui no Pdf para os próximos capítulos da nossa saga desbravando os primórdios dos games.Tchau!